sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

A Marca da Besta 666!


A Marca da Besta

 

Este estudo referente a Marca da besta de Apocalipse cap. 13, requer bastante aprofundamento no conhecimento da história dos mistérios e rituais do paganismo, oriundo desde a antiga Babilônia de Ninrod, quando sob forma mística foi adorado como o deus pagão Sol, bem como, a introdução da adoração de Tammuz, o filho do deus-sol, de forma que este culto iniciado nas antigas religiões e mistério dos Babilônicos, se espalhou em forma genérica nas demais civilizações da terra depois da confusão das línguas

( Genesis cap. 11). De uma forma bastante homogênea, encontraremos nos cultos das demais nações a essência do desenvolvimento destes mistérios iniciáticos do culto ao Sol, sob os nomes mais diferentes, contudo com uma marca bem peculiar no que tange as crenças e práticas, que depois foi revivido e introduzido de forma encoberta dentro da Igreja Romana. O uso de cruzes, adoração aos santos e Maria, as vestimentas sacerdotais, títulos Papais e dentre muitas outras práticas, são a expressa continuação dos cultos do paganismo, agora vestido de uma aparência de cordeiro!

Apocalipse 13

11 E vi subir da terra outra besta, e tinha dois chifres semelhantes aos de um cordeiro; e falava como dragão.

 

Satanás, Teitan, Stur e outros nomes vindo dos costumes pagãos, estão muito bem representados no anticristo, que para si requer a adoração de deus-homem na terra, conhecido como a manifestação ou teofania humana, representante da divindade Janus, assim como antigamente se intitulavam os Imperadores e Reis místicos das nações idólatras. Veremos os mistérios de Ninrod amplamente mixado e praticado pelos denominados "Cristãos" sob uma forma pseudo Cristã, assim cumprindo a profecia de apocalipse que diz:

 

Apocalipse 13:4

...e adoraram o dragão, porque deu à besta a sua autoridade; e adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? quem poderá batalhar contra ela?

 

O Próprio Diabo, o Dragão passou a ser adorado e reconhecido com a mistura destes cultos idólatras e pagãos, enganando todos os que estão sob a face da terra, aqueles que não tem o Sinal de Deus em suas frontes, que não estão escritos no livro da vida.

 

Apocalipse 12:9 e 12

 

 E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, que se chama o Diabo e Satanás, que engana todo o mundo; foi precipitado na terra, e os seus anjos foram precipitados com ele.

 

 Pelo que alegrai-vos, ó céus, e vós que neles habitais. Mas ai da terra e do mar! porque o Diabo desceu a vós com grande ira, sabendo que pouco tempo lhe resta.

 

Sabemos em Apocalipse cap 17, que esta mulher assentada sobre uma Besta, e tendo em suas mãos um cálice cheio de suas abominações, e dá o seu vinho a beber aos que reinam sobre a terra a todos, em sua testa se encontra:

 

Apocalipse 17:5

 

... e na sua fronte estava escrito um nome simbólico: A grande Babilônia, a mãe das prostituições e das abominações da terra.

 

Veremos a seguir no estudo de Apocalipse cap 17 o que significa esta Mulher, o cálice em suas mãos e o mistério em sua fronte.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Babilônia a Grande!


»APOCALIPSE [17]

1 Veio um dos sete anjos que tinham as sete taças, e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a condenação da grande prostituta que está assentada sobre muitas águas;

2 com a qual se prostituíram os reis da terra; e os que habitam sobre a terra se embriagaram com o vinho da sua prostituição.

Nota - Freqüentemente a Bíblia se utiliza do símbolo de uma mulher para representar a Igreja. Ver (Isaías. 54:5-6; Jeremias. 6:2; 2 Coríntios 11:2.) Como vimos em estudos anteriores, águas onde esta mulher esta assentada são , povos, nações. Ver (Apoc. 17:15)

Portanto esta mulher representa uma igreja que tem seguidores no mundo inteiro. Trata-se de uma religião Mundial, que é aceita no meio dos reis da terra e assim estabelecida.

Apocalipse 17:3 3 Então ele me levou em espírito a um deserto; e vi uma mulher montada numa besta cor de escarlata, que estava cheia de nomes de blasfêmia, e que tinha sete cabeças e dez chifres.

Nota - Esta Besta é muito semelhante a Besta de apocalipse 12; e também tem sete cabeças e dez chifres. Como podemos notar esta mulher esta assentada sobre a besta. Esta mulher tem um governo político e religioso ( dois chifres) e recebeu do dragão seu poder (Roma). Este fato sucessedeu-se quando o Papado recebeu em seu poder o governo de Roma, como diz então a mulher assentou-se sobre a Besta, isto ocorreu em 538D.C, como estudamos em lições anteriores.Veremos mais a frente o significado das cabeças e dos chifres.

Apocalipse 17:4 A mulher estava vestida de púrpura e de escarlata, e adornada de ouro, pedras preciosas e pérolas; e tinha na mão um cálice de ouro, cheio das abominações, e da imundícia da prostituição;

Nota - Esta religião é muito rica, possui muito dinheiro e propriedades. ¿Conhece esta religião, sua morada é vermelha? Sabe qual é a religião mais rica do mundo? Uma religião que tem cálice de ouro? É a Igreja Católica

Apocalipse 17:5 e na sua fronte estava escrito um nome simbólico: A grande Babilônia, a mãe das prostituições e das abominações da terra.

Nota - D-us chama esta religião de Babilônia, devido suas doutrinas e ensinos serem provindas das práticas místicas da religião dos Caldeus, da Babilônia. O Sistema Papal foi responsável pelas maiores matanças e perseguições da história!. Por isso D-us a chama de mãe, haja vista que ela também originou filhas , ou religiões que praticam de certa forma as mesmas coisas e bebem dos seus ensinos místicos, umas mais outras menos.

Apocalipses 17:6 E vi que a mulher estava embriagada com o sangue dos santos e com o sangue dos mártires de Jesus. Quando a vi, maravilhei-me com grande admiração..

Nota - Como já estudamos, que nas chamadas "santa Inquisição", cerca de 50 Milhões de pessoas foram mortas e torturadas das formas mais horríveis.

Inclusive, para aqueles que não sabem, Hitler assassinou 6 Milhões de Judeus, assim os chamavam de raças inferiores, pregando o seu III Reich, e teve a ajuda da Igreja Romana e do Papado.

 

 

 

 

 

 

 

Apocalipse 17:7 Ao que o anjo me disse: Por que te admiraste? Eu te direi o mistério da mulher, e da besta que a leva, a qual tem sete cabeças e dez chifres.

 

Apocalipse 17:8 A besta que viste era e já não é; todavia está para subir do abismo, e vai-se para a perdição; e os que habitam sobre a terra e cujos nomes não estão escritos no livro da vida desde a fundação do mundo se admirarão, quando virem a besta que era e já não é, e que tornará a vir.

 

Nota - Desde que surgiu o Sistema papala caiu = A Besta ERA.----- 538 -1798

Desde que caiu ela ressurgiu. = A Besta não Não É---------------------1798 -1929

Do seu ressurgimento até Hoje. = A Besta É.------------------------1929 - Até Hoje

Apocalipse 17:18  E a mulher que viste é a grande cidade que reina sobre os reis da terra.

Nota - Esta mulher representa uma Igreja, bem como também uma cidade, que foi separada como capital e representante desta mulher. Esta cidade vinda do Reino Latino ( Lateinos ), o Vaticano, hoje sede desta religião.

Apocalipse 17:9 Aqui está a mente que tem sabedoria. As sete cabeças são sete montes, sobre os quais a mulher está assentada;

¿Sabia que a cidade do Vaticano pela maioria dos antigos escritores e poetas, foi sempre conhecida como a cidade das 7 colinas?

1-Capitolina................................................ 2-Avintina

3-Palatina ...................................................4-Esquilina

5-Quirinal.................................................... 6-Viminal

7-Celi


Apocalipsis 17:10 são também sete reis: cinco já caíram; um existe; e o outro ainda não é vindo; e quando vier, deve permanecer pouco tempo..

Nota - No verso anterior a Bíblia indica que as cabeças são também reis. Este verso especifica que são sete reis. Quem são estes reis? Certamente são os Papas, pois estes são cabeças e representantes da Igreja Romana. Quem são então estes sete? A Profecia trata da mulher, a cidade que reina sobre os habitantes da terra, o Vaticano, desde a data que pelo tratado de Latrão o Vaticano foi devolvido ao sistema Papal, notaremos que desde lá tivemos 6 papas até hoje. A profecia vem tratando do evento mostrado pelo anjo, no verso 1, lembre-se ela eh atemporal, ou seja, não esta relacionado ao tempo de João, mas ao tempo da sua visão e revelação referente a mulher que esta sobre a Besta. Desde o tempo de 1922 quando novamente foi devolvido o Vaticano ao Sistema papal, já reinaram 5 papas, estes são como os cinco reis que caíram, e atualmente reina o 6 Papa. È prever que quando morrer ou for substituído o Atual Papa ( João Paulo II), o Papa seguinte será o último e então virá o fim.

1-Pio XI------------------1922-1939

2-Pio XII-----------------1939-1958

3-JoãoXXIII-------------1958-1963

4-Paulo VI---------------1963-1978

5-João Paulo I------------1978 Durou somente 33 dias, foi assassinado pela máfia do Vaticano

6-João Paulo II-----------1978

7-_Papa Bento XVI 2005-----------Até  fev/2013

8- Papa ? Reina com a Oitava Cabeça ( Oitava Cabeça vem dos sete ( Alemanha, Itália ou Polônia)
 
a vinda de Cristo

 

Apocalipse 17:11 A besta que era e já não é, é também o oitavo rei, e é dos sete, e vai-se para a perdição.

Nota - A Oitava cabeça, sai dos sete, sendo propriamente a Besta em sua última manifestação, ou seu reavivamento final vindo do reino dos 7

(cap. 13: 11-12). A ausência no original grego do artigo definido "a" antes do cardinal

"oitavo", sugere que esta besta é o respaldo ou mantenedora, e que portanto a oitavo é a culminação deste poder sobre o apoio de uma nova ordem ou poder como veremos adiante. Esta Besta que ressurge então ela "será" , virá do Abismo, ou do próprio poder de Satanás

 (ver com. vers. 8, 10). Alguns consideram, a união Européia como a forte candidata a cumprir o levante da Oitava cabeça, transmitindo este poder ao Papa nos últimos dias, donde veremos então em Apocalipse cap 19. Os reis da terra juntamente com o representante da Besta fazendo guerra ao Cordeiro. (Apocalipse 19:19 ); Outros também entendem que o poder de Satanás, vindo e manifestado em uma pessoa que tentará personificar o próprio Cristo na pessoa do Papa, e o falso Profeta, religiões falsas enganarão as pessoas a aceitarem esta Besta e adorá-la .

 

2 Tessalonicenses 2:7 Pois o mistério da iniqüidade já opera; somente há um que agora o detém até que seja posto fora;; 2 Tessalonicenses 2:8 e então será revelado esse iníquo, a quem o Senhor Jesus matará como o sopro de sua boca e destruirá com a manifestação da sua vinda; 2 Tessalonicenses 2:9 a esse iníquo cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás com todo o poder e sinais e prodígios de mentira,

Apocalipse 17:12 Os dez chifres que viste são dez reis, os quais ainda não receberam o reino, mas receberão autoridade, como reis, por uma hora, juntamente com a besta.

Nota - Subirão 10 nações desta mesma Besta a Oitava, que passarão seu poder e autoridade a Besta pelo período profético curto de 1 hora. Tudo leva a crer que as nações unificadas da Europa reviverão o Império Romano, sob 10 nações coligadas, que atualmente são 12, porém suas origens vem dos 10 reinos antigos da divisão da Roma pagã. Também temos atualmente 10 Blocos econômicos Mundiais, representando os dedos da estátua que estudamos de Daniel cap 2, pois nos dias destes reis o Deus do céu, estabelece o Reino de cristo, destruindo todos estes reinos. As entidades secretas e maçônicas tem intento de levar a Nova Ordem Mundial, o qual devemos estar atentos para estudar melhor a respeito.

Apocalipse 17:13-14 Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta.  Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão também os que estão com ele, os chamados, e eleitos, e fiéis.

Apocalipse 18:4 Ouvi outra voz do céu dizer: Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos sete pecados, e para que não incorras nas suas pragas.

Você tem este chamado? Você é um escolhido? Um fiel? Se você tem este chamado, depende de você, de ser obediente.

Apocalipse 14:12 Aqui está a perseverança dos santos, daqueles que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.

 

Os verdadeiros adoradores de D-us são observadores dos mandamentos de Deus, não se sujeitam ao poder Papal e seus enganos, mas aceitam a Palavra de Deus e validam os Mandamentos de Deus, contrapondo-se aos mandamentos da Besta, veremos a seguir a origem da marca da besta e seus ensinos.

 

 

 

 

DOMINGO & NATAL:

O MODERNO CULTO AO SOL ( Vinho de Babilônia)

 

A ORIGEM DO DOMINGO

 

Para que realmente possamos agradar a Deus, é preciso sair de Babilônia e renunciar a tudo o que se compromete com ela (Apo. 18:4).

Por que as religiões denominadas cristãs de nossos dias não representam a Obra de Deus e não conduz a Ele?

Entre os astros divinizados pelos povos pagãos, o sol passou a ser considerado como a maior divindade reverenciada, e até mesmo em Israel, o povo de Deus: “... eles se prostravam diante do sol, virados para o Oriente” (Eze. 8:16). O culto ao sol, cresceu de maneira espantosa, e atingiu seu clímax dentro do Império Romano. Posteriormente, foi aceito pela religião papal. Infelizmente, essa terrível idolatria, por meio do chamado «cristianismo», está ramificada por todo o planeta e alcança hoje milhões de pessoas!

 

Por intermédio de quem a adoração ao sol foi introduzida no «cristianismo»?

Constantino foi imperador de Roma entre os anos 306 a 337 d.C. E no ano 321 d.C. promulgou a seguinte lei:

“Devem os magistrados e as pessoas residentes nas cidades repousar, e todas as oficinas ser fechadas no venerável dia do sol” (History of de Christian Church-vol. III pg. 380).

Constantino, imperador romano, sempre foi um profundo adorador do sol, e continuou sendo, mesmo depois de se considerar um seguidor de Cristo. Ele mesclou o costume dos dois povos (pagãos e cristãos), com o objetivo de agradar a ambos e fortalecer o seu império.

A Enciclopédia Britânica, a respeito do domingo, em sua 11º edição, declara o seguinte:

“O mais antigo reconhecimento da observância do domingo como uma obrigação legal é uma constituição de Constantino, de 321 A.D, decretando que todas as cortes de justiça, habitantes de cidades e oficinas repousassem no dia do sol (Venerábilis die solis), exceção feita apenas àqueles que estivessem ocupados em trabalhos de agricultura”.

Posteriormente, a religião papal apoiou tal atitude e assumiu a autoria e responsabilidade da mudança do dia do repouso deixado por Deus, o Sábado, para o domingo!

 

Boletim confirma: O domingo é papal!

“O Boletim Protestante diz: Guardamos o domingo”. Mas, como é isto caro protestante? Isto é romano! Mostre-me onde está na Bíblia o preceito de guardar o domingo?... Aqui os sabatistas têm razão contra as outras seitas: o sábado é o dia do Senhor! (Exo. 20:10; Jer. 17:22; Exo. 31:14; Jô. 9:16 ). Eis o que é bem claro e positivo. Em parte nenhuma figura o domingo como dia do Senhor. Como é que um protestante zeloso, cioso em observar todos os preceitos da Bíblia, desobedece tão formalmente? Olhe, caro amigo, isso faz duvidar do seu protestantismo!...”E continua o Padre:” Nós católicos romanos, guardamos o domingo, em lembrança da ressurreição de Cristo, e por ordem do chefe da nossa Igreja, que preceituou tal ordem do sábado ser do Antigo Testamento, e não obrigar mais no Novo Testamento.”E conclui o padre:” O amigo está se afastando do protestantismo e virando católico, meus parabéns!”(Pe. Júlio Maria)”.

 

O natal também é pagão e papal!

“Quase tudo o que os protestantes consideram essencial ou importante, eles receberam da Igreja Católica. Aceitaram o domingo em lugar do sábado como dia de culto público, após haver a Igreja Católica feito essa mudança... Observam o natal, no dia que lhe foi designado pela Igreja Católica. Aceitam a data para a observância da páscoa estabelecida pela Igreja... Mas a mentalidade protestante parece não compreender que... ao observar o domingo, ao guardar o natal e a páscoa, eles estão aceitando a autoridade do porta-voz da Igreja o papa” (Our Sunday Visitor, cinco de fevereiro de 1950).

 

Lobos em pele de ovelhas!

Em nossos dias, há organizações denominadas «cristãs» que reconhecem a santificação do sétimo dia, o sábado, e se recusam a venerar o domingo, por este ser dedicado e honrar ao deus-sol, que em várias nações tinha um nome diferente, tais como: Zeus (Júpiter), Amon-Rá, Baal, Mitra, etc.

Mas, lamentavelmente, essas mesmas denominações sabatistas, que recusam o domingo, contraditoriamente abertamente participam das festividades natalinas de 25 de dezembro, incorrendo assim na mesma idolatria.

Veja um relato de uma poderosa organização sabatista acerca da origem do natal, mas que abertamente participa desta festividade!

“Como instituição religiosa, o Natal não tem fundamento na Bíblia, e sim no paganismo.  Nem Jesus Cristo nem os apóstolos instituíram o Natal.  Como costume, ele veio do paganismo, e foi introduzido  na Igreja Católica por volta do século IV, baseando-se, portanto, na autoridade dessa igreja e não da Palavra de Deus”.

Esta revista até faz uma boa explanação sobre a origem do natal, e de acontecimentos ligados a ele.  E então afirma:

“Em face dos esclarecimentos, revelações, desmistificações, ou fatos e verdades precedentes, alguns poderiam julgar oportuna à pergunta: Como Igreja Adventista do Sétimo Dia, temos razões ou justificativas para comemorar o natal, sendo esta uma festividade de fundo pagão e que honra a autoridade de Roma? Não seria melhor se abolíssemos de nossas meio as programações natalinas? Tendo em mente o verdadeiro significado do Natal, penso que como igreja fazemos bem em observá-lo. Afinal, o nascimento de Jesus não foi um fato, uma realidade? Na verdade o nascimento de Jesus foi uma realidade, mas o nascimento do deus-sol dos pagãos em 25 de dezembro não. Os adventistas estão cometendo um erro conscientemente. É bom, pois assim não terão como se desculpar diante da Palavra de Deus” (Revista Adventista, dezembro de 1984 - pág. 14).

Uma das fundadoras desta organização sabatista apoiou a colocação de árvore de natal no templo:

“Deus muito Se alegraria se no Natal cada igreja tivesse uma árvore de Natal sobre a qual pendurar ofertas, grandes e pequenas, para essas casas de culto. (...) A árvore pode ser tão alta e seus ramos tão vastos quanto o requeiram a ocasião; mas os seus galhos estejam carregados com o fruto de ouro e de prata de vossa beneficência, e apresentai isto a Deus como vosso presente de Natal” (O Lar Adventista, págs. 481 e 482).

E até chegaram a ganhar de Deus um presente de Natal:

“Após duas semanas de orações especiais em favor do Pastor White, os crentes de Rochester passaram o dia 25 de dezembro, o Natal de 1865, em jejum e oração pelo retorno de sua saúde. Deus respondeu concedendo-lhes (e ao mundo) um impressionante presente de Natal”.(História do Adventismo, pág. 224).

Por esta razão, estes sabatistas, igual e ecumenicamente se unem aos observadores do domingo, cometendo um grande pecado, “voltando-se para o oriente” reverenciando ao deus-sol e provocando com tal prática, grande afronta ao Criador.

 

Bebendo do vinho de Babilônia

Não há como fugir disto. O chamado «cristianismo», em sua totalidade, bebe do cálice da grande prostituta! Pois como se não bastasse terem aceitado a instituição de um dia semanal para reverenciar a maior divindade pagã, violando assim o 1º e 4º mandamento da Lei de Deus. Portanto, não só o domingo, mas também o conhecido natal, são as festas que os «modernos crentes» se utilizam para venerar o grande deus do paganismo! A justificativa apresentada pelos defensores dessas práticas não tem nenhuma base bíblica!

Atenda a advertência que diz: “Sai dela, povo meu, para que não sejas participante dos seus pecados, e para que não incorras nas suas pragas” (Apoc. 18:4). Que esta séria advertência venha ainda livrar os sinceros adoradores que estão enganados a tomarem uma decisão e posicionarem-se ao lado de Deus e Sua Palavra, alcançando desta forma o pleno conhecimento da salvação em Jesus Cristo.

 

O SÁBADO NÃO FOI ABOLIDO

 

Hipócrita é aquele que esconde o seu verdadeiro caráter, que finge obedecer quando na verdade está mais interessado em fazer o contrário! Hipócrita é aquele que esconde a sua verdadeira personalidade!

O Sábado é o sétimo dia da semana e foi declarado santo pelo próprio Deus, na criação ( Genesis 2:1-2). Foi separado ou santificado, especialmente para o repouso do homem e culto ao Criador.

É parte dos Dez Mandamentos e considerado como um sinal entre Deus e Seu povo.( Exodo 20:8-13)

Diferentemente dos outros nove, este começa com um “Lembra-te”. Isto significa que Deus havia previsto o esquecimento e a indiferença da humanidade para com Seu dia de culto. Ao observarmos este dia, reconhecemos o único e verdadeiro Deus. ( Ezequiel 20:20) O nosso Deus é o Criador e Seu dia santificado é o Sábado!

Os que não o observam ou guardam outros dias, fazem descaso do Criador e se identificam com outros deuses, como o deus-sol dos pagãos!

Muitos (A maioria) dos líderes do «cristianismo» para ficarem desobrigados de guardar o Sábado, insistem em dizer que o quarto mandamento da Lei de Deus foi abolido! Entretanto, esses mesmos que diariamente visam invalidar o Sábado como mandamento, apegam-se veras mente à observância do dízimo!

 

 

 

Que hipocrisia!

Quando o mandamento serve para engordar as contas bancárias desses líderes, tem validade, e os fiéis incautos são obrigados a obedecer! Essa afronta ao mandamento divino faz com que o protestantismo e o pentecostalismo se unam ao catolicismo romano numa tremenda apostasia contra Deus! A Infiltração maciça de crentes envolvidos com a maçonaria, leva a cabo uma tremenda conspiração contra Deus e Sua Palavra, onde essas religiões Pseudo Cristãs acabarão por si mesmas perdendo o crédito, porque eleas mesmas em nome deste ecumenismos aprocvarão aquilo que durante séculos reprovaram levando o povo a desobediência completa e depois disto o desanimo espiritual e a derrocada do chamado "Cristianismo". Essas coisas acontecendo preparam o ambiente para a implantação diabólica da Nova Ordem mundial que tão largamente vem sendo divulgado dos bastidores secretos e entidades místicas, Nova Era, Rosa Cruz, maçonaria e Unificação do Sr. Moon!

 

 

Reverenciando o maior deus-pagão do Planeta!

 

Entre os astros divinizados pelos povos pagãos, o sol destacou-se e tornou-se a maior deidade reverenciada, e o mais popular deus do planeta. Um dia da semana foi-lhe separado para o culto, o primeiro dia da semana «domingo». Tal idolatria atingiu seu clímax dentro do Império Romano pagão, e posteriormente dentro da religião católica.

Hoje, no atual «cristianismo», essa crença é totalmente aceita! Sabia disso? Está também envolvido na adoração ao antigo deus do paganismo?

 

De que maneira a adoração do sol foi introduzida no tal “cristianismo”?

 

Constantino foi imperador de Roma entre os anos 306 a 337 d.C. No ano 321 d.C. promulgou a seguinte lei:

“Devem os magistrados e as pessoas residentes nas cidades repousar, e todas as oficinas ser fechadas no venerável dia do sol” (History of de Christian Church - vol. III pág. 380).

Obs: O venerável dia do sol, mencionado pelo imperador, é o primeiro dia da semana, popularmente conhecido nas línguas de origem latina como «domingo». Constantino sempre foi um profundo adorador do sol e continuou sendo, mesmo depois de se considerar um seguidor de Cristo. Ele mesclou o costume dos dois povos (pagãos e cristãos) com o objetivo de agradar a ambos e fortalecer o seu império.

A Enciclopédia Britânica - 11º edição, falando do “domingo” declara o seguinte:

“O mais antigo reconhecimento da observância do domingo como uma obrigação legal é uma constituição de Constantino, de 321 A.D, decretando que todas as cortes de justiça, habitantes de cidades e oficinas repousassem no dia do sol (Venerábilis die solis), exceção feita apenas àqueles que estivessem ocupados em trabalhos de agricultura”.

Posteriormente, a religião católica apoiou tal atitude e assume a autoria da mudança do dia do repouso de Sábado para o domingo.

Vemos então que a guarda do domingo, hoje crido e guardado como suposto dia que Jesus ressuscitou, é uma imposição vinda, não através dos escritores bíblicos, mas por meio daqueles que se apostataram, abraçando os ensinamentos pagãos!

Fica ainda uma incômoda questão para  os teólogos dominguistas responderem: Precisava-se proibir as pessoas de guardar o Sábado se este não era observado?

 

O Sábado foi observado pelos seguidores de Jesus?

 

Sim. Luc. 23:56. As santas mulheres, que seguiam e eram instruídas pelo Mestre, continuaram, mesmo após a morte dEle, a observar o Sábado, conforme o mandamento. Este não encerrou na cruz! João 15:10; Luc. 4:16; Atos 15:21; 13:14, 42; 16:13; 17:1, dois; 18:3, 4. Jesus guardava os mandamentos do Pai, inclusive o quarto. Os judeus adoravam neste dia e os apóstolos seguiram nesta fé. Como já dissemos, o domingo (1º dia da semana) era um dia dedicado ao deus-sol, a maior divindade do paganismo. Foi introduzido na religião apóstata no IV século, com apoio do imperador Constantino.

 

Alguém dizia que Jesus violava o Sábado. É certo isto?

 

João 9:16; 5:18. Os judeus que rejeitavam a Jesus procuravam ocasião de O matar. Mentiam, não só dizendo que Ele quebrantava o Sábado, mas também que tinha demônios (João 8:48; 10:20). Se, na verdade, Jesus violasse o Sábado, Ele seria um pecador e eles não precisariam de mais nada para matá-lo, pois a lei lhes facultaria o apedrejamento. O fato é que isto era calúnia! Na verdade levaram Jesus ao Calvário, por ser Filho de Deus (João 19:7). Curas e evangelismo no Sábado, não o transgrediam (Marcos 3:1-6; João 7:32), mas contrariavam as tradições judaicas.

 

 

O Que então foi encerrado na cruz?

Efés. 2:15; Col. 2:14. Aquilo que na lei de Moisés era contra nós, incluindo os sacrifícios, circuncisão e os sábados cerimoniais fixos, que incorporavam as festas anuais (Lev. 23:8, 21, 24, 28, 32, 35,38). Se o Sábado do Senhor tivesse sido abolido na cruz, as santas mulheres não o teriam guardado.

Ademais, a Palavra é bem explicita ao afirmar que pecado, é a transgressão da Lei de Deus: “Todo aquele que comete pecado, transgride a lei, pois o pecado é a transgressão da lei” (I João 3:4).

Em outro lugar diz que:

“Aquele que desvia seus ouvidos de ouvir a Lei, até a sua oração será abominável” (Prov. 28:9).

Tiago escreveu o que muitos não gostam de ler: Que a violação de um só mandamento da Lei acarreta transgressão dos demais!

“Pois qualquer que guardar toda a lei, mas tropeçar em um só ponto, torna-se culpados de todos!” (Tia. 2:10).

É antibíblico o ensino de quem guarda a Lei será justificado, somos justificado pela Graça, mas não devemos viver na prática do pecado por estarmos debaixo da Graça. A Graça não é permissão para pecar, pois aquele que esta debaixo dela, como poderá viver na transgressão da lei que é o pecado? (Ver I João 3:4 versão Revisada).

 

 

 

TRINDADE - ADORAÇÃO E CONCEITO VINDO DO PAGANISMO

 

Disse Jesus: E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, como o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que tu enviaste. João 17:3

 

Definida como a própria vida eterna a crença em um Único Deus, este Deus sendo o Pai de Jesus Cristo, o Eterno Deus indivisível, que sempre foi invocado na oração Judaica do Shemá: "Ouve Israel, o Senhor nosso Deus é Único" (Deut 6:4 ).

 

Esta crença Monoteísta deverá ser um sinal ou marca para o povo de Deus, ela fará a diferença entre os verdadeiros adoradores e os pagãos.

 

Deuteronômio 6

 

4 Ouve, ó Israel; o Senhor nosso Deus é o único Senhor.

5 Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todas as tuas forças.

6 E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração;

7 e as ensinarás a teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando pelo caminho, ao deitar-te e ao levantar-te.

8 Também as atarás por sinal na tua mão e te serão por frontais entre os teus olhos;

9 e as escreverás nos umbrais de tua casa, e nas tuas portas.

 

O Apóstolo Paulo também, ao definir-se perante os crentes da cidade de corinto que eram anteriormente idólatras e politeístas disse:

I Coríntios 8:6

 

3 Mas, se alguém ama a Deus, esse é conhecido dele.

4 Quanto, pois, ao comer das coisas sacrificadas aos ídolos, sabemos que o ídolo nada é no mundo, e que não há outro Deus, senão um só.

5 Pois, ainda que haja também alguns que se chamem deuses, quer no céu quer na terra (como há muitos deuses e muitos senhores),

6 todavia para nós há um só Deus, o Pai, de quem são todas as coisas e para quem nós vivemos; e um só Senhor, Jesus Cristo, pelo qual existem todas as coisas, e por ele nós também.

 

Desde os primórdios dos povos depois do Dilúvio, veio o estabelecimento da cidade de babel por Ninrod, este sendo um caçador e poderoso no meio do povo, passou a ser cultuado como a manifestação ou teofania de um semideus, adorado como Baal, Rá, Stur, Teitan e outros nomes dados a ele em várias nações por onde foi disseminada as crenças de babilônia. No Egito Antigo a adoração a Tammuz, o filho do deus sol.


 

 

A Trindade, uma palavra oriunda do Grego Trias, os antigos rituais da adoração da trindade na unidade, conhecido como rituais de Adad (ECHAD), onde pagãos adoradores de divindades Trinas misturavam esta adoração ao Deus Único de Israel Yaohuh (Eu sou), invocando em seus cultos e rituais de adoração nos Bosques e Altos montes, que também adoravam árvores (Asera), sob a crença mística da queda de Adão e Eva e a árvore no meio do paraíso.  Encontramos também estes rituais ainda prevalecentes na árvore de natal!

Divindade Trinas dos Antigos assírios e dos Siberianos

 

 

Sempre cultivaram a adoração de divindades Masculinas e Femininas, como o Sol (Masculino) e a Lua (Feminina), o compasso (Masculino), e o esquadro (Feminino). Na Índia a existência de Uma Divindade Suprema em forma Triúna, "Eko, Deva e Trimurtti," "Um deus em três formas."  No Antigo Egito, Isis, Tammuz e Seb, também eram adorados em forma de uma Triúna em seus Rituais, a comunhã por exemplo de óstias circulares feita de trigo prensado, pois assim estavam comungando com sua divindade principal o Sol!

 Todas estas associações ligadas a construção da Torre antiga de babel, onde houve a confusão das línguas, seus seguidores foram construtores, pedreiros, hoje assim representados seus mistérios nas confrarias de Construtores e pedreiros que originaram as loja maçônicas! Para um melhor entendimento histórico e mais profundo sobre este assunto, indicamos a consulta ao Site www.espada.eti.org . Em inglês o site www.giveshare.org  aborda profundamente estes mistérios nos estudos sobre as duas babilônias.

 

Entendemos que a marca da Besta advém de um ensino espiritual e uma prática que leva a pessoa frontalmente a desobediência a Deus e seu sinal e marca. Assim como D-us o Senhor eterno e Único estabeleceu seu sinal na fronte de seus verdadeiros adoradores ( Veja Deuteronomio 6:1-12), Satanás, da mesma forma criou sob a capa de um pseudo cristianismo os mistérios de iniciação aos rituais pagãos de adoração as divindades! Marcando-os também em suas mentes (Frontes), ou forçando a sua prática (Domingo), que seria a marca nas mãos. (Apoc. 13:16)

 

16 E fez que a todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, lhes fosse posto um sinal na mão direita, ou na fronte,

 
                                             Dagon, divindade Assíria, Mitra ou cabeça de Peixe.

 

A Marca da Besta vem ou advém de um número Místico Triúno conhecido por 666, várias representações pagãs foram representadas em 666, exemplo disto o Hexagrama ou estrela de Salomão, entrelaçada em 6 pontas, 6 vértices, e 6 lados representando o número 666. Ou o nome da Divindade máxima Grega, Teitan cuja a soma também perfaz o numero 666! Todos estes mistérios, seriam mesclados e divulgados no anticristo, o homem do pecado, por isso diz em apocalipse ser este número de um homem.

 

Apocalipse 13

 

18 Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento, calcule o número da besta; porque é o número de um homem, e o seu número é seiscentos e sessenta e seis.

 

Este homem, ou seja representante visível da Besta, recebe a marca do Dragão, e sua pessoa é adorada, levando esta adoração ao Dragão ao Diabo. Por isto recebe o número da Besta, do Dragão o Diabo, que engana o mundo.

 

 

 

 

Teitan, ou Satanás assim conhecido por todas as religiões iniciáticas de mistérios, ou o deus Dagon dos Filisteus, vindo do Mar das profundezas do Abismo!

 

Seu reino ou império a Besta do Apocalipse ( Roma Pagã ), que passou a levar os rituais diabólicos e pagão de adoração ao Diabo, em seu representante humano dententor destes rituais, sob uma nova forma de um Pseudo Cristianismo. ( Indicamos o estudo do site www.giveshare.org para um entendimento profundo e histórtico sobre o assunto)

 

Parece mesmo que do período de 300 AC até 300 DC, Roma mudou seus mistérios recebendo de babilônia todos os rituais, que depois foram mascarados nos rituais da Igreja Romana e do papa. Adoração ao filho do Deus Sol Tamuz, utilizando cruzes em forma de T, forma esta representada pelo Sinal da Cruz, ordenado por Constantino, depois de seu famoso sonho do Sol e a Cruz e as palavras " In Hoc Signus Venceis" , nesta marca ou sinal venceras, ordenando aos seus soldados e depois a toda cristandade aliada a Roma que fizessem o sinal da Cruz, hoje explicado como uma forma de conversão de Constantino ao Cristianismo, mas bem claramente vemos o comprometimento deste com costumes e crenças de sua época relacionada ao paganismo, sendo introduzido de forma encoberta no seio da Igreja apostatada, que assim então levou esses cultos estranhos para todos os demais.

 

O SINAL DA CRVX = 666 ( Latin )

 

Esta mesma marca sendo feita na fronte, com a mão direita, da mesma forma nos rituais pagãos a inscrição do T na fronte dos iniciados para a adoração de Tamuz! Vários povos já adoravam esta divindade pagã Tamuz sob forma de Cruz. Uma das grandes abominaçãoes cometidas por Israel e tão veementemente condenada por Yahveh levou os principais dos sacerdotes de Israel ao pecado odiento da idolatria. ( Ezequiel cap 8:1-18)

A Utilização de cruzes vem muito anterior ao chamado cristianismo,  e sua utilização ligadas aos rituais pagãos.

 

                       O Cruciformes de várias nações adoradoras de Tamuz, ou símbolo de Tau.

 


 

Mitra Sacrifical dos Sacerdotes Chineses


 

Vestimenta Papal (Compare com a Vestimentas Sacerdotais de Dagon)


Baco, divindade Grega.

 

Encontramos a identidade e origem dos vários rituais e símbolos pagãos dentro do Catolicismo Romano, como a coroa do Papa, suas indumentárias, e a utilização de cruzes, e outros pertences e costumes! A manifestação do Anticristo, que em seu ensinos levam a adorar ao Diabo ao Dragão, em mistérios que vieram das antigas civilizações mantenedoras dos rituais de babilônia e de Ninrod.

 

Podemos notar nitidamente estes costumes impetrados dentro dos rituais da Igreja Romana, bem como as vestimentas e indumentárias sacerdotais utilizada pelo clero e pelo Papa, mostram sem sombra de dúvidas a origem de seus costumes!

 

Títulos como Pontifix Maximus, Sacerdote Rex in terris , Vicarius Filii Dei, foram trazidos dos antigos mistérios e Sumo sacerdotes representantes das divindades pagãs.

 

Vejamos a somatória das Letras em Latim do Principal e oficial Titulo do Papa:

 

V =5                            F                             D=500

 I = 1                            I =1                        E          

C =100                        L=50                       I=1
A                                  I=1
R                                  I=1
 I = 1
V=5
S
____                           ______                   ____

112               +               53              +        501 =  666

 

OBS= Existem mais 3 títulos do Papa que também somam 666!

 

Seriam todas estas coisas meras coincidências?! Ou como realmente falou o Apostolo Paulo sobre o anticristo cumpriu-se maravilhosamente na pessoa do Papa? ( II Tess. Cap 2 ).

 

A Unidade de Deus

Todos esse fatos nos traz a memória as inúmeras passagens Bíblicas Advertindo sobre a verdade do Único Deus eterno como diz :

I Timoteo cap6
15 a qual, no tempo próprio, manifestará o bem-aventurado e único soberano, Rei dos reis e Senhor dos senhores;

16 aquele que possui, ele só, a imortalidade, e habita em luz inacessível; a quem nenhum dos homens tem visto nem pode ver; ao qual seja honra e poder sempiterno.

 

Deus nunca foi Visto a sua face por qualquer homem mortal, Ele é único indivisivel, não é parte de uma Trindade. A Bíblia fala em muitas passagens que Deus é um , e Ele é o Pai de Nosso Senhor Jesus Cristo.

 

Marcos12:29 Respondeu Jesus: O primeiro é: Ouve, Israel, o Senhor nosso Deus é o único Senhor.

João 5:44 Como podeis crer, vós que recebeis glória uns dos outros e não buscais a glória que vem do único Deus?
João 17: 3 E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, como o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que tu enviaste.

Romanos 17: 27 ao único Deus sábio seja dada glória por Jesus Cristo para todo o sempre. Amém.

 

Jesus Cristo é apresentado como Filho de Deus o Pai, e mediador entre Deus e os Homens, sendo que o mesmo Deus eterno é Deus de Jesus Também, quando também recebeu do Pai toda a Autoridade e poder, cumprindo-se assim que o Maior Abençoa o menor ( veja Mateus 28:18, Hebreus 12:24 , I Tim. 2:5 , Hebreus 7:7)

Na testa dos Salvos encontrava-se o Nome de Deus o eterno e do salvador Jesus Cristo, não foi vista uma Trindade:

 

»APOCALIPSE [14]

1 E olhei, e eis o Cordeiro em pé sobre o Monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, que traziam na fronte escrito o nome dele e o nome de seu Pai.

 

Enquanto a Besta deixa sua marca frontal da crença de Um Deus Trino, rezado como Pai, Filho e Espirito Santo em forma de Cruz estas palavras são invocadas!

 

O Batismo Bíblico

Todas as evidências Bíblicas narram , que os Apóstolos Batizavam em Nome de Jesus Cristo, demonstrando que eles não criam em uma Trindade, e que posteriormente com o advento da apostasia foi então adotada uma fórmula mais "Eclesiástica", interpretando Mateus 28:19 como que o batismo fosse invocado os Titulos ao invés do Nome Próprio. Neste contexto argumentamos: Quem realmente estaria correto a interpretação Eclesiástica da Igreja Romana, ou o entendimento dos Apostolos que fizeram os batismos em Nome de Jesus Cristo?

Vejamos alguns versos que provam cabalmente que o batismo Apostólico foram realizados em Nome de Jesus Cristo:

Atos 2:38 Pedro então lhes respondeu: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para remissão de vossos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo.

 

Atos 8:12 Mas, quando creram em Filipe, que lhes pregava acerca do reino de Deus e do nome de Jesus, batizavam-se homens e mulheres.

 

Atos12: 16 Porque sobre nenhum deles havia ele descido ainda; mas somente tinham sido batizados em nome do Senhor Jesus.

 

Atos10:48 Mandou, pois, que fossem batizados em nome de Jesus Cristo. Então lhe rogaram que ficasse com eles por alguns dias.

 

Atos 19:5 Quando ouviram isso, foram batizados em nome do Senhor Jesus.

Atos 22:16  Agora por que te demoras? Levanta-te, batiza-te e lava os teus pecados, invocando o seu nome.

 

Nestas passagens de Atos Apostólicos deixam claro que os Apóstolos entenderam pelo Espirito de Deus, que para Batizar em Nome do Pai e do Filho e do Espirito Santo, deveriam invocar o Nome de Jesus, e não crer em uma Trindade! Sabemos que as Sagradas Escrituras não se contradiz, portanto ficanos a pergunta divina e inspirada do Livro de Provérbios 30:4

Quem subiu ao céu e desceu? quem encerrou os ventos nos seus punhos? mas amarrou as águas no seu manto? quem estabeleceu todas as extremidades da terra? qual é o seu nome, e qual é o nome de seu filho? Certamente o sabes!

 

Não existe na verdade outro nome, que pode dar a Salvação aos que crêem o nome de Jesus Cristo!

 

Atos 2: 12  E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, em que devamos ser salvos.

 

Confirmamos então aqui, que nas testas dos Salvos encontra-se o nome do Salvador, em contra partida a marca da Besta assinala nas testas dos seus seguidores em forma de Cruz os Títulos Trinitariano, um dogma que distorce a verdade eterna de que Deus é Único, e é o Pai de Jesus Cristo, e que Jesus não é o Deus Filho, mas o Filho de Deus, o messias enviado. Para maiores detalhes nos solicite os estudos sobre Batismo, e Divindade.

Curioso que o Dogma da Santíssima Trindade Católica, também ao ser invocado em Latim soma o número da Besta. Vejamos:

 

DEI PATER = 501  FILII = 53  ESPIRITVS SANCTVS =112

TOTAL  =  666 !

 

Seria isto apenas coincidência? Ou realmente revela o Mistério que se encontrava na Fronte da Grande Babilônia a Mãe? ( Apocalipse 17:5 ). Pense nestas coisas.